Banner topo

Homem que matou casal no Jussara é condenado a mais de 42 anos de prisão


A Justiça Estadual de Araçatuba condenou o réu Laire Antônio Neves Feltrin, a 42 anos e seis meses de prisão, pela morte do casal Egídio Ribeiro, que na época do crime tinha 56 anos, e Clarice Miranda Ribeiro, 55. Eles foram mortos no dia 5 de outubro de 2014, na casa onde moravam, no bairro Jussara.

O julgamento durou cerca de 17 horas e a sentença só foi preferida pelo juiz Danilo Brait, durante a madrugada, já na quinta-feira (25).

Os jurados acataram na íntegra a denúncia, defendida pelo promotor de Justiça Adelmo Pinho. O julgamento aconteceu no Fórum de Araçatuba e a Promotoria de Justiça informou que não vai recorrer da sentença.

O juiz não concedeu ao réu o direito de responder em liberdade. Foi determinou o regime fechado para início do cumprimento da pena. O criminoso já aguardava o julgamento preso.

Em 2017, o Tribunal do Júri já havia condenado Carlos Alberto Sales, o Carlinhos Roxo, a 35 anos de reclusão. Ele foi apontado como o mandante do crime. Emerson Ferreira de Brito, acusado de levar o assassino até a residência do casal, também já havia recebido condenação de 32 anos de reclusão.

As sentenças dos dois primeiros condenados transitaram em julgado neste ano.

 

O CRIME

Os assassinatos aconteceram no imóvel do casal, mas o alvo de Feltrin era o filho das vítimas, que manteve um relacionamento amoroso com a filha de Carlinhos Roxo, conforme consta nos autos.

O crime teria ocorrido porque após o rompimento, o jovem alvo teria passado a importunar a jovem. Por isso, Feltrin resolveu contratar a dupla para tirar a vida do rapaz.

Conforme a denúncia, Laire teria chegado à casa das vítimas em uma picape conduzida por Brito. O filho do casal que estava em frente à residência ao perceber a dupla, correu para dentro de casa se escondendo em um cômodo nos fundos.

Feltrin teria então perseguido ele até o esconderijo, mas ao se deparar com os pais do rapaz atirou em ambos.

O homem foi encontrado caído na varanda e a mulher no corredor, próximo ao banheiro, eles não resistiram aos ferimentos. 

Os três acusados foram presos durante a investigação. Eles foram denunciados e condenados por duplo homicídio, duplamente qualificado.

Com informações do Portal 018 News

Postar um comentário

0 Comentários